Arquivo da tag: Royal Blood

The National no Lollapalooza Brasil

Por Felipe Sousa | Felipdsousa

A organização do Lollapalooza  ainda não deu muitos detalhes sobre a programação do festival, ou mesmo sobre os preços. A novidade já adiantada é que na edição do ano que vem, voltaremos a ter três dias de evento.

Contudo, nomes já vão sendo noticiados como prováveis a subir no palco do Autódromo de Interlagos (SP). O jornalista José Norberto Flesch já havia afirmado, por exemplo, que Royal Blood e Pearl Jam desembarcariam em São Paulo como headliners.

Hoje (11/08), Flesch apareceu novamente, e em sua conta pessoal no Twitter, divulgou que The National é mais uma atração confirmada no festival.

A banda americana de indie rock, formada em 199, em Ohio, recentemente lançou a canção “Carin at the Liquor Store”, que estará presente no seu sétimo álbum, “Sleep Well Beast”, com data prevista de lançamento para 8 de setembro.

E ai riffeiros, curtiram a novidade? Quem aí curte The National?

 

Lista: 32 Álbuns de Junho pra ouvir agora!

  Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

Entre materiais nacionais e internacionais, listamos os principais discos lançados em junho. Em duas coisas temos que concordar riffeiros, uma é que 2017 está voando, já chegamos ao fim do primeiro semestre, e a segunda é que esse tem sido um ano de muitos e – grandes -lançamentos no mundo da música.

O mês de junho nos surpreendeu com rock, pop, hip-hop; com bandas retornando, outras estreando…  Definitivamente foi um mês lindo pra quem gosta de música.

Vamos conferir a lista de novidades, e ao final, conta pra gente de qual você curtiu mais, e qual você não aguenta mais esperar que saia. Divirta-se.

  1. Braza – Tijolo por Tijolo

Para se estabelecer de vez, a banda Braza lançou seu segundo disco. “Tijolo por Tijolo” é uma mistura incrível de rock, reggae, rap e letras com grande apelo social. O Riff  já falou desse belo trabalho do grupo carioca, e você pode conferir tudo na nossa Resenha e ouvi-lo logo abaixo.

  1. Halsey – Hopeless Fountain Kingdom

A estadunidense Ashley Nicolette Frangipane, mais conhecida como Halsey, divulgou seu segundo álbum de estúdio, intitulado “Hopeless Foutain Kingdom”.  Com boa repercussão, o pop do seu novo trabalho estreou no topo da Billboard.

  1. Beach Fossils – Somersault

“Somersault” é o quarto álbum da banda e é sem dúvida o melhor já produzido. Trazendo consigo a marca registrada da Beach Fossils em sua sonoridade – um jungle pop com indie rock, numa releitura do som dos anos 60.  Bom disco.

  1. Alt-J – Relaxer

Depois de três anos sem material inédito, o Alt-J veio diferente com o seu “Relaxer”. Vozes em loop, momentos de psicodelia e arranjos um tanto minimalistas compõem o álbum. Ouça:

  1. Rancid – Trouble Maker

Aquele punk rock que nós adoramos. O Rancid disponibilizou no último dia 09 o seu excelente nono disco de estúdio, intitulado “Trouble Maker”. Ouça abaixo.

  1. Rise Against – Wolves

Lançado no dia 09, “Wolves” é o mais novo trabalho da banda, que conta com a produção de Nick Raskulinecz, conhecido por já ter trabalhado com a Stone Sour. O punk rock do Rise passou pelas terras brasileiras esse ano, quando tocaram no Maximus Festival, e o Riff esteve lá. Você pode conferir tudo o que rolou na nossa Cobertura do Evento.

  1. Katy Perry – Witness

Com 15 faixas, e participações de Migos e Nicki Minaj, Kate lançou, sem muito brilho, “Whitness”, seu quinto álbum.

  1. Chuck Berry – CHUCK

Uma pena termos de nos despedir de músicos brilhantes como Chuck. Um gênio nas guitarras e com inúmeros hits, como “Johnny B. Goode” e “Roll Over Beethoven”, Chuck nos deixou em 18 de março de 2017.

Mas com certeza seu nome vai ser lembrado pra sempre como um astro, e seu álbum póstumo vai nos ajudar com isso. Ouça “Chuck” e mantenha viva a memória do músico.

  1. Phoenix – Ti Amo

“Ti Amo” é com certeza um dos discos mais legais lançados esse ano. Depois de quatro anos sem material inédito, o Phoenix está de volta em clima de romance, paixão e muito dança. Ouça e nos conte o que achou.

  1. Cigarettes After Sex – Cigarettes After Sex

O Cigarrettes é uma banda com grande potencial dentro do indie pop. E por isso seu mais novo trabalho, homônimo, foi tão esperado por todos.

O som é ambientado em melancolias, sexo, reflexões, mas num todo, mesmo que não seja ruim, decepciona um pouco com sua monotonia. Ouviu? O que achou?

  1. Young Thug – Beautiful Thugger Girls

Além de seu tradicional hip-hop e trap, Young Thug apresentou em sem primeiro álbum de estúdio, “Beautiful Thugger Girls”, influência do R&B. São 14 faixas de um excelente disco.

  1. Lorde – Melodrama

A jovem Lorde lançou em junho o que pode ser o favorito a levar o prêmio de álbum pop do ano.

“Melodrama” é o segundo disco da cantora e é excelente. Vale a pena ouvir.

  1. Mallu Magalhães – Vem

Primeiro trabalho inédito em seis anos, “Vem”, é um compilado de influências da música brasileira. Samba, MPB, jovem guarda, ambientam o novo álbum da paulista Mallu Magalhães.

  1. Bratislava – Fogo

Com participação de Gustavo Bertoni – Scalene -, a Bratislava lançou “Fogo”, um dos bons discos nacionais lançados até aqui.

  1. Esteban Tavares – Eu, Tu e o Mundo

Tavares vinha soltando uma faixa por semana até o dia 09, quando finalmente disponibilizou seu terceiro disco na íntegra. “Eu, Tu e o Mundo” chega pela gravadora Sony Music, e está disponível em todas as plataformas digitais.

  1. Royal Blood – How Did We Get So Dark?

‎Mike Kerr e Ben Thatcher formaram em 2013 o Royal Blood arrebentando logo de cara com seu disco de estreia – Homônimo – (2014). Agora em 2017, o duo soltou o “How Did We Get So Dark?”, com dez faixas com a sonoridade característica do Royal e que o faz ser os dos ótimos nomes da nova geração do rock. Ouça.

  1. Fleet Foxxe – Crack-Up

Mais complexo, mais maduro e muito bem produzido. Esse é o novo disco do Fleet Foxes – Crack-Up. Após seis anos de hiato, o grupo volta com um excelente registro.

  1. Portugal. The Man – Woodstock

Cinco anos desde “Evil Friends”, Portugal. The Man está de volta com “Woodstock”, seu oitavo disco. Ouça abaixo.

  1. Dead Fish – XXV Ao Vivo em SP

No dia 09 o Dead Fish liberou o áudio do seu novo DVD “XXV Ao Vivo em SP”. São 34 faixas com vários sucessos da carreia da banda, e participações especiais de Braza e CPM 22.

  1. DJ Khaled – Grateful

Com Rihanna, Alicia Keys, Beyoncé, Travis Scott e outros, DJ Khaled liberou no dia 23 seu mais novo disco, intitulado “Grateful”.

  1. Radiohead – OK Computer: OKNOTOK 1997-2017

No dia 23 o Radiohead lançou uma edição comemorativa de 20 anos de um de seus mais belos álbuns. O disco intitulado “OK Computer: OKNOTOK 1997-2017” tem todas às vinte faixas presentes na primeira versão, agora remasterizadas. Ouça.

  1. Imagine Dragons – Evolve

Contagiante como sempre, mas ainda necessitando de evolução – parecem perceber e tentar isso – o Imagine Dragons chega com o seu mais novo álbum – Evolve. Se esse não é uma obra prima, ao menos ficamos na expectativa de que se arrisquem mais no próximo disco.

  1. Beach House – B-Sides and Rarities

“B-Sides and Rarities” é um coletânea com sobras do Beach House. São quatorze faixas, muitas já conhecidas pelo público como “Saturn Song” e a versão de “Play The Game”, do Queen.

  1. Ana Gabriela – EP Do Quarto pro Mundo

Com quatro faixas e produção de Tó Brandileone, do 5 a Seco, o primeiro trabalho da paulista Ana Gabriela está disponível em todas as plataformas digitais depois de ter feito grande sucesso em seu canal no youtube.

  1. Curumin – Boca

“Boca”, conta com treze faixas e com uma incrível pluralidade de assuntos. O Quarto álbum da carreira solo de Luciano Nakata, o Curumin, traz em suas composições reflexões sobre diversos aspectos da sociedade e nossas interações pessoais.

  1. Jay-Z – 4:44

Com surpresa e polêmica, Jay-Z liberou no dia 30 com exclusividade no serviço de streaming Tidal – do qual é dono – o disco “4:44”. No registro o rapper conta com as colaborações de Frank Ocean, Damian Marley e Gloria Carter, mãe do cantor. Acesse o link abaixo caso queira se inscrever no serviço e ouvir novo som do rapper.

http://tidal.com/us

  1. Stone Sour – Hydrograd

Quinze faixas compõem o”Hydrograd”, sexto álbum da banda Stone Suor,  liderada por Corey Taylor.

Depois de quatro anos sem material novo, mas que vem em constate evolução, a Stone Suor mostra um trabalho mais maduro e bem produzido. Ouça.

  1. Belga – Âmbar

 “Âmbar” é o segundo EP da carreira da banda Belga. Depois de se passarem pouco mais de um mês de seu primeiro EP homônimo, Âmbar é mais um registro de ótima qualidade de um rock alternativo muito bem produzido. Ouça:

  1. Boogarins – Lá Vem a Morte

Psicodélico e agora mais do que nunca experimental, o Boogarins lançou “Lá vem a Morte”, o seu excelente segundo disco de estúdio. Ouça abaixo.

  1. Gorduratrans – Paroxismos

Barulhento e com uma qualidade ímpar. Esse é o segundo disco da carreira dos cariocas da Gorduratrans – Paroxismos. Ouça e prestigie o excelente registro dos caras.

  1. All Time Low – Last Young Renegade

Dois anos após “Future Hearts”, All Time Low disponibiliza novo material inédito. “Last Young Renegade” traz dez faixas e você pode conferir na íntegra no link abaixo.

  1. Big Boi – Boomiverse

O rapper Big Boi, do Outkast, acaba de lançar seu terceiro álbum solo — Boomiverse. São doze faixas no disco, que conta com participações de artistas como, Adam Levine do Maroon 5e Snoop Dogg.

 

 

 

Royal Blood, Lorde, Bratislava… 8 lançamentos da semana que você precisa ouvir!

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

A última semana foi definitivamente uma das mais movimentadas no mundo da música em 2017. Com o destaque para sexta feira (16), onde muita coisa foi divulgada. O RIFF preparou uma lista bem interessante. Dá uma olhada!


Royal Blood – How Did We Get So Dark?

Depois de fazer muito barulho com seu primeiro álbum homônimo, o Royal Blood não sentiu a pressão pelo segundo, e divulgou nessa sexta-feira (16) o excelente “How Did We Get So Dark?”. Muito aguardado, o segundo trabalho do duo manteve um pouco da essência do seu antecessor, mas trazendo um pouco mais de melodia às canções e evidenciando ainda mais os vocais de Mike Kerr. “Lights Out”, “Hook, Line&Sinker” e “I Only Lie When I Love You”, são singles do disco. Ouça:

Portugal. The Man – Woodstock

Depois de já terem liberado as faixas “Number One”, “Feel It Still” e “Noise Pollution” e “So Young” o grupo americano divulgou também na sexta-feira (16) seu oitavo disco de estúdio, intitulado “Woodstock”. A quem diga que Portugal falha na coesão no disco novo, que exageram na amplitude de influências, som e conceitos trazendo a sensação de ser várias bandas em uma só; isso talvez seja verdade, mas não vai comprometer seus ouvidos. Bom álbum.

Lorde – Melodrama

A neozelandesa de apenas vinte anos, Lorde, também escolheu a sexta-feira (16) para liberar seu segundo disco. “Melodrama” é mais um excelente registro de uma artista que tão cedo não vai errar. Melodrama é cheio de experimentações e conceitos que só Lorde conseguiria expor. Ouça!

 Bratislava – Fogo

Lançamento é bom, mas lançamento NACIONAL é muito melhor. E quem se encarregou de nos dar essa alegria foram os paulistas da Bratislava. “Fogo” é o terceiro disco do grupo e mantém a ótima qualidade de produção que tínhamos visto em seu antecessor “Um Pouco Mais de Silêncio” (2015). Ouça e prestigie a música brasileira.

Nickelback – Feed The Machine

E olha só amigo riffeiro, os ora amados, ora odiados, do Nickelback surpreenderam ao divulgar na última sexta-feira (16) “Feed The Machine”, seu mais novo trabalho que conta com 11 músicas. Pra surpreender ainda mais, recentemente Chad Kroeger, vocalista do grupo, polemizou ao falar que o Stone Sour estava tentando ser o Nickelback. Concorda? Curte o grupo? Ouça e nos diga o que achou?

Belga – Âmbar

Já falamos o quanto curtimos música brasileira. E o segundo lançamento brazuca dessa lista vem lá de Brasília. “Âmbar” é o segundo EP da carreira da banda Belga. Depois de se passarem pouco mais um mês de seu primeiro EP homônimo, Âmbar é mais um registro de ótima qualidade de um rock alternativo muito bem produzido.

Fleet Foxes – Crack-Up

Depois de seis anos em hiato, o Fleet Foxes volta à cena com novo disco, intitulado “Crack-Up”. E se engana quem achou que essa pausa foi pra descanso. Ao ouvir o novo registro fica evidente que o tempo longe dos palcos serviu para Robin Pecknold, frontman do grupo, amadurecer seus conceitos. Ótimo trabalho. Ouça!

Clarear – Camaleão

Encerrando essa lista, temos “Camaleão”, EP de estreia dos cariocas da Clarear. Brenno Ottoni e Roger Santana, membros do grupo, já apareceram na cena carioca com a extinta Unify. Agora com a Clarear, eles propõem novos conceitos, influências e sonoridade. Ouça e prestigie.


Além dos álbuns, também tivemos alguns singles lançados. São eles, Walking The Wire, do Imagine Dragons, The Man, do The Killers, The Way You Used To Do, do Queens Of The Stone Age, Creature Confort, do Arcade Fire, Don’t Matter Now, do George Ezra, All Can Think About Is You, do Coldplay.

É, riffeiros, não brincamos quando falamos que a semana foi recheada. Muita coisa boa! Agora conta pra gente qual você mais curtiu e comenta qual álbum você não aguenta esperar mais pra sair.

RESENHA: Royal Blood consegue o ‘impossível’ no Rock in Rio

Por Gustavo Chagas I @gustavochagas I Foto IHateFlash

A missão era difícil, beirava o impossível: agradar fã de metal não sendo uma banda de metal. Mas não é que o Royal Blood conseguiu?!

Com uma pressão bizarra e sem tirar de dentro, os ingleses foram conquistando o exigente público aos poucos.

#Repost @gustavodaschagas with @repostapp ・・・ Royal blood foi foda demais! Hoje ta excelente!!

A post shared by Canal Riff (@canalriff) on

A maré começou a virar pra eles quando tocaram o hit Little Monster. O que eu mais ouvi nessa hora das pessoas ao meu redor foi “Ah, essa eu conheço.

Dono de uma das melhores vozes do rock atual, Mike Kerr e seu parceiro de banda, Ben Tatcher, tem uma presença de palco absurda e a impressão que fica é que tem pelo menos mais umas 10 pessoas na banda. O baterista, alias, deu show a parte. Tocou em pé, subiu nas caixas de som, se jogou duas vezes na galera e, a maior das façanhas: voltar com o boné!!

A merecida redenção do Royal veio na ultima música, o ultra hit indie Out of the Black. Tocando o riff de Iron Man, sucesso do Black Sabbath, o Royal Blood ganhou o resto da galera que ainda não tinha sido fisgada pela porradaria que ecoava pela cidade do rock, dando assim um final que aquela show merecia.

A esperança é que a banda não demore a voltar e que venha pra um show solo em algum lugar menor. E sigam meu conselho: NÃO DEIXEM DE IR!!!

setlist

  1. Come on Over
  2. You Can Be So Cruel
  3. Figure It Out
  4. Better Strangers
  5. Little Monster
  6. Blood Hands
  7. One Trick Pony
  8. Ten Tonne Skeleton
  9. Loose Change
  10. Out of the Black

Queen, Metallica, Royal Blood… a agenda da semana é dominada pelo Rock in Rio!

A previsão do tempo pra essa semana é otimista. O friozinho carioca deve ganhar mais calor com a proximidade do primeiro final de semana do Rock in Rio. O maior festival do Brasil começa na próxima sexta-feira (18), e todos ingressos já estão esgotados.

Bom, claro que ainda há por aí um monte de cambistas (ocasionais ou profissionais) e promoções. Então ainda há esperança pra você comparecer ao RIR 2015. Shows de lendas como Queen (com Adam Lambert nos vocais), Metallica, Korn, Royal Blood, Mötley Crüe, Rod Stewart… são muitas as lendas e ‘apostas’ desta edição;

Royal Blood

Royal Blood é uma das apostas do RIR (Foto: Getty)

Confira a Agenda de Shows do RIFF e se programe (nem que seja para assistir na TV). E, lembre-se: acontecendo algum show imperdível é só nos avisar nas redes sociais que recomendamos por aqui – indique pela hashtag #AgendaRIFF.

QUINTA – 17 de setembro
17 – Zander e Menores Atos (Imperator)

SEXTA – 18 de setembro
18 – 1º dia de Rock in Rio – Queen (+ Adam Lambert), Onerepublic, The Script, Lenine e outros (Cidade do Rock)

Zander

Zander é a melhor opção fora do festivalzão (Foto: Divulgação)

SÁBADO – 19 de setembro
19 – 2º dia de Rock in Rio – Metallica, Mötley Crüe, Royal Blood, Gojira, Korn, Ministry e outros (Cidade do Rock)

DOMINGO – 20 de setembro
20 – 3º dia de Rock in Rio – Rod Stewart, Elton John, Seal, Os Paralamas do Sucesso, John Legend, e outros (Cidade do Rock)

Mas, afinal, Rock in Rio É Bom?