Arquivo da categoria: Lançamentos

RESENHA: Stereophant + Hover + Montablan @ Estúdio Aldeia

Por Natalia Salvador

Toda vez que eu volto para casa depois de um belo show (e são muitos), eu fico pensando o por que alguma grande quantidade de brasileiros ainda insistem que não há boa música sendo feita no país hoje em dia. Saindo dos rótulos e julgamentos de que ‘funk não presta’, ‘o rock morreu’, ‘essa letra não diz nada’ ou qualquer outra expressão que todos já estamos cansados de ouvir, eu só posso concretizar que o que sobra nas pessoas é pura preguiça de buscar pelo conteúdo que lhes agrada. No último sábado, 29 de julho, foi o primeiro show após o lançamento do novo da Stereophant – Mar de Espelhos – e foi exatamente assim que eu me senti no dia seguinte.

A  noite fria parecia espantar o público do Estúdio Aldeia, espaço que já é um velho conhecido das bandas independentes do Rio de Janeiro, e o primeiro show não teve grande adesão de público. Os petropolitanos da Montablan fizeram um show curto, mas redondinho e de muita qualidade.

IMG_3551Montablan @2017

Na sequência e já com um pouco mais de público, os também petropolitanos da Hover fizeram mais um belíssimo show. O quinteto – velho conhecido do RIFF – , que agora conta com o apoio de Leonardo Bronze no baixo, se sente em casa no palco do Aldeia e deixa isso bem claro para a plateia. Trabalhando o disco Never Trust The Weather, que será apresentado no Estúdio Showlivre no próximo dia 11 de agosto, I’m Homesick, Teeth, My Name Is Alaska e There’s No Vampire In Antarctica, At Least For Six Months não ficaram de fora de setlist.

IMG_3650Hover @ 2017

Todos estavam ansiosos pelo primeiro show da Stereophant logo após o lançamento do CD Mar de Espelhos. O disco foi liberado nas plataformas digitais um dia antes do encontro e já conta com um clipe – e que clipe! Apesar de afirmarem que ainda estão aprendendo a tocar as músicas novas, o show foi bastante linear e trouxe as faixas de maior destaque para o setlist. Tem algo estranho no ar, Homem ao mar, A Cidade, Mar de Espelhos, Fora de Rota, entre outras das 15 faixas, provaram a força do novo trabalho.

Claro que Vermelha e O Tempo não podiam ficar de fora e ganharam o apoio das vozes presentes. Mas se engana que achou que as músicas novas já não estavam ensaiadas. Essa Música é a Cura ganhou coro e pegou os músicos de surpresa. Outro ponto que chama atenção nos palcos é a performance de Fabrício Abramov, baixista.

IMG_3752Stereophant @ 2017

Mar de espelhos tem produção de Felipe Rodarte, da banda The Baggios, e diversas  participações especiais como Felipe Pacheco (Baleia), Gabriel Ventura (Ventre), Jan Santoro (Facção Caipira), Walber Assis (Verbara), entre outros. O álbum explora novas sonoridades e traz letras baseadas na relação do homem com o mar. Confira o novo trabalho da Stereophant e fique de olho nas próximas datas para não perder esse show!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

Scalene em dois singles: Ponta do Anzol e Cartão Postal

‎ Por Camila Borges

Parece que aos poucos os fãs sedentos por novidades estão sendo agraciados.

Exatamente a meia-noite de quinta pra sexta (hoje) o Scalene lançou dois singles: Ponta do Anzol e Cartão Postal. Ambas farão parte do terceiro álbum da banda chamado Magnetite.

O álbum tem lançamento para o dia 18/8, com 12 faixas. A bela arte de capa foi feita pelo designer Bruno Luglio.

Capa Magnetite

Nota-se já de cara influências brazucas, alternando entre os novos elementos usados e as belas letras reflexivas.

Um bom exemplo é o que o próprio vocalista Gustavo Bertoni traduz no seu twitter: “Alma, corpo e mente derramados nessas composições”.

A banda promete algumas surpresinhas até o lançamento do cd, não fazemos ideia do que seja mas com certeza serão ótimas.

Agora é segurar a ansiedade (se for possível) e aguardar até que o Magnetite seja lançado.

5 CLIPES NACIONAIS (INCRÍVEIS) PARA VOCÊ ASSISTIR

Por Natalia Salvador

Durante o auge do pop e da MTV, os clipes musicais eram o carro chefe das bandas e artistas, além de uma das principais ferramentas para buscar a atenção do público. Com o surgimento e popularização do streaming foi possível notar uma diminuição na volumetria de produções audiovisuais, mas, por outro lado, a qualidade não deixa nada a desejar. Cada vez mais bem produzidos, os videoclipes continuam prendendo o telespectador nas telas. O Canal RIFF selecionou 5 vídeos lançados recentemente e que vão fazer o seu play valer a pena – e até um replay. Confira!

1) Stereophant – Homem ao Mar

Às vésperas de lançar um novo álbum – Mar de Espelhos -, a banda carioca Stereophant, já deu o ponta pé inicial para o novo ciclo com o clipe de Homem ao Mar, primeiro single que contou com uma superprodução audiovisual! Além de narrar a história da canção, o vídeo traz referências à outras faixas do novo disco, envoltas em um contexto lírico e conceitual.

A direção ficou por conta de Hugo Gama e Fabrício Abramov, que também é baixista da banda. “Quando chegaram com a ideia do clipe, foi uma responsa em dobro pra mim. Primeiro, pela questão da produção e logística serem muito complicadas e, segundo, que por eu ser da banda e saber o quanto trabalhamos e acreditamos nesse disco, um clipe à altura do primeiro single era um grande desafio. Quando finalmente fomos pro mar gravar foi um momento muito especial e de muita união. Todos deram o sangue pelo projeto, a gente mergulhou na história junto com o personagem. A impressão que eu tenho é que toda a equipe viveu a história da música!”, conta Abramov.

2) Comodoro – Doce

O clipe de Doce é o primeiro trabalho audiovisual da banda Comodoro. Com muitas cores, carinhos e guloseimas, a banda carioca dá mais um passo na carreira e mostra que veio para ficar. O som dançante e a irreverência dos músicos, principalmente de Fred Rocha, vocalista, que rouba a cena nos palcos, não vai te deixar ficar parado.

O vídeo tem direção de Diego Zimmermann e direção de fotografia de Rodrigo Galha. Além do single, o grupo – que também conta com Roberto Carneiro, Saulo Arctep, Thiago Garcia, Luiz Felipe Caetano e Mateus Nagem – tem um EP lançado, Livre, com 5 músicas e o projeto é liberar, até o fim de 2017, um álbum completo.

3) O Terno – Não Espero Mais

Carinhosamente apelidados de “Ok, Go brasileiro”, mais uma vez a banda O Terno surpreendeu com o lançamento do clipe de Não Espero Mais. A faixa compõe o terceiro disco do trio, Melhor do que Parece, e o vídeo conta com grandes clássicos da internet, que vão desde ‘Pedro me da meu chip’ e Luisa Marilac a Gretchen e John Travolta.

“Não imaginava O Terno tocando essa música. Tinha essa coisa de ‘estou feliz, estou na rua, eu gosto de você’. É uma canção simples”, afirmou Tim Bernardes em entrevista. Para complementar, o vídeo ainda conta com participação de Liniker, cantando via chamada de vídeo.

4) Medulla – Abraço

Deus e o Átomo já rendeu boas críticas ao grupo Medulla, entre as músicas favoritas dos fãs, Abraço foi a escolhida para ganhar o primeiro clipe do álbum. A melodia envolvente traz às telas um conteúdo adulto, que retrata diferentes tipos de relacionamentos com cenas intensas de sexo e envolvimento.

A música é quase um trip hop, mas tem uma sonoridade sensual e uma letra leve, que contrastam com a sequência de imagens, fazendo com que o clipe adquira uma estética sensual e contagiante. O vídeo foi inspirado nos  filmes da Erika Lust, diretora sueca de filmes eróticos considerados “pornografias feministas”.

5) Alarmes – Gruta

Com o intuito de tirar o telespectador de sua zona de conforto, o novo clipe dos brasilienses da banda Alarmes mostra os integrantes em situações desconcertantes. Segundo declarações dos músicos, o objetivo do projeto era justamente deixar o telespectador decidir se deve assistir até o fim ou não. Gruta conta com direção de Lucas Furtado, baixista da banda Scalene e também diretor de Incerteza de um Encontro Qualquer.

“Por mais que as pessoas estejam interagindo com a gente, estamos focados em olhar para um ponto específico e cantar. O objetivo é mostrar que, as vezes, a gente esquece ou se deixa levar pelo sentir nada quando várias coisas estão acontecendo”, afirmou Arthur Brenner, vocalista. Em sua conta pessoal no twitter, Gabriel Pasqua, baterista, afirmou não ter sido obrigado a apanhar no vídeo e que até gosta – ficamos mais aliviados!

E ai, conta pra gente o que você achou dos últimos trabalhos audiovisuais brasileiros.

Prestes a retornar ao Brasil o Coldplay libera EP com inéditas

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

Nessa sexta-feira (14) o grupo britânico Coldplay disponibilizou em todas as plataformas digitais seu mais novo EP: Kaleidoscope.

Depois de confirmar vinda ao Brasil para dois shows da turnê “A Head Full Of Dreams Tour”, que acontecem em São Paulo no dia 7 de novembro no Allianz Park, e em Porto Alegre no dia 11, do mesmo mês, na Arena do Grêmio, a banda acaba de divulgar um EP com inéditas.

As cinco faixas, “All I Can Think About Is You“, “Miracles (Something Special)” com a participação de Big Sean, “A L I E N S“, “Something Just Like This” com The Chainsmokers, e “Hypnotised“, já podem ser ouvidas nas plataformas digitais pra já ir dando aquela afiada no inglês e cantar ao vivo junto com os caras quanto desembarcarem por aqui.

Supercombo lança “Dropo o Mundo”

Supercombo lançou na última sexta-feira (07/07) Dropo o Mundo, música inédita criada para JUACAS, uma coprodução da Disney com a Cinefilm e a Chatrone, que estreou na última segunda-feira, 3 de julho, no Disney Channel. Além da faixa, canções mais antigas do repertório da banda integram a trilha sonora da série, ouça a playlist completa aqui.

“JUACAS conta uma história de superação e união que tem muito a ver com temas que a Supercombo sempre cantou”, comenta Paulo Vaz, tecladista da banda. “Estar nessa trilha tem sido muito legal e acaba sendo mais uma forma da gente se comunicar com o público, dessa vez num contexto diferente, na TV”, reflete. O Supercombo é o único grupo brasileiro a integrar o musical da série.

“Dropo o Mundo” foi produzido pela própria banda no estúdio Lua Nova, em São Paulo. Gravada nas praias de Itacaré, na Bahia, JUACAS retrata o universo do surfe tendo como ponto central a etapa do CAOSS (Campeonato Anual de Ondas Super Surfe), uma competição entre várias equipes de surfe, entre elas: os Juacas, os Red Sharks e as Sirenas.


Hover lança novo clipe para a faixa de I’m Homesick. Confira!

Por Natalia Salvador

O que faz você se sentir em casa? Qual é o lugar que você considera o seu lar? Para os músicos da Hover, é Petrópolis, na região Serrana do Rio de Janeiro. E é isso que eles mostram com o clipe de I’m Homesick, novo single do álbum Never Trust The Weather. Com uma letra que traz idéia de saudade e busca por pertencimento, o grupo apostou em lugares chave da Cidade Imperial para compor o mais novo trabalho.

A estética da cidade, que já abrigou a Família Imperial, é indiscutível e a escolha não poderia ter sido mais assertiva. Com o Museu Imperial e um apanhado das ruas mais conhecidas de Petrópolis, a banda faz uma homenagem à cidade onde foi formada e ainda ilustra – belissimamente – a temática da saudade de casa. “Todo mundo que sai do ninho acaba tendo essa sensação, de não se sentir em casa em nenhum lugar – pelo menos por um tempo. A gente tentou canalizar todo esse escopo de sentimentos no clipe”, explicou Lucas Lisboa, guitarrista da Hover.

Apesar das mudanças  serem, de certa forma, naturais ao ser humano, nossas raízes sempre serão um marco. “Hoje em dia, particularmente, meu lar não é mais Petrópolis, mas a casa da minha mãe lá ainda é o lugar que me sinto mais em casa. E eu acho que vai ser sempre assim. Além disso, uma das melhores sensações da vida é subir a serra e sentir aquela brisa fresquinha. Petrópolis é acolhedora com todo mundo”, conta Lucas.

O vídeo ainda marca a despedida do baixista do grupo, Pedro Fernandes, que se mudou de país. Apesar de não ter certeza do que lhe esperava, Pedro tentou se preparar para a nova fase. “Eu já sabia que seria difícil estar longe das pessoas que eu amo, mas várias pessoas me acolheram muito bem e estou numa cidade encantadora. Criei raízes no Brasil e sigo criando raízes em Lisboa, ou em qualquer lugar que estiver. Faço questão de me jogar nas oportunidades e aproveitar todos os momentos que aparecem na minha frente, o processo nunca para”, acrescentou Pedro.

A formação da  Hover hoje é, além de Lucas, Saulo Von Seehausen (guitarra e voz), Felipe Duriez (guitarra) e Álvaro Cardozo (bateria). E o vídeo conta com direção, roteiro, montagem e finalização de Fabrício Abramov e Hugo Gama, direção de fotografia de Artur Medina e assistência de fotografia de Pedro Arantes. A produção ficou por conta da própria banda e de João Felipe Verleun. A direção de arte, cenografia e figurino são de Raquel Theo.

Já conferiu essa obra prima? Assista ao clipe de I’m Homesick e conta pra gente o que você achou. Ah! O RIFF deseja toda sorte para nos novos caminhos e trabalhos do Pedro e da Hover.

Royal Blood, Lorde, Bratislava… 8 lançamentos da semana que você precisa ouvir!

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

A última semana foi definitivamente uma das mais movimentadas no mundo da música em 2017. Com o destaque para sexta feira (16), onde muita coisa foi divulgada. O RIFF preparou uma lista bem interessante. Dá uma olhada!


Royal Blood – How Did We Get So Dark?

Depois de fazer muito barulho com seu primeiro álbum homônimo, o Royal Blood não sentiu a pressão pelo segundo, e divulgou nessa sexta-feira (16) o excelente “How Did We Get So Dark?”. Muito aguardado, o segundo trabalho do duo manteve um pouco da essência do seu antecessor, mas trazendo um pouco mais de melodia às canções e evidenciando ainda mais os vocais de Mike Kerr. “Lights Out”, “Hook, Line&Sinker” e “I Only Lie When I Love You”, são singles do disco. Ouça:

Portugal. The Man – Woodstock

Depois de já terem liberado as faixas “Number One”, “Feel It Still” e “Noise Pollution” e “So Young” o grupo americano divulgou também na sexta-feira (16) seu oitavo disco de estúdio, intitulado “Woodstock”. A quem diga que Portugal falha na coesão no disco novo, que exageram na amplitude de influências, som e conceitos trazendo a sensação de ser várias bandas em uma só; isso talvez seja verdade, mas não vai comprometer seus ouvidos. Bom álbum.

Lorde – Melodrama

A neozelandesa de apenas vinte anos, Lorde, também escolheu a sexta-feira (16) para liberar seu segundo disco. “Melodrama” é mais um excelente registro de uma artista que tão cedo não vai errar. Melodrama é cheio de experimentações e conceitos que só Lorde conseguiria expor. Ouça!

 Bratislava – Fogo

Lançamento é bom, mas lançamento NACIONAL é muito melhor. E quem se encarregou de nos dar essa alegria foram os paulistas da Bratislava. “Fogo” é o terceiro disco do grupo e mantém a ótima qualidade de produção que tínhamos visto em seu antecessor “Um Pouco Mais de Silêncio” (2015). Ouça e prestigie a música brasileira.

Nickelback – Feed The Machine

E olha só amigo riffeiro, os ora amados, ora odiados, do Nickelback surpreenderam ao divulgar na última sexta-feira (16) “Feed The Machine”, seu mais novo trabalho que conta com 11 músicas. Pra surpreender ainda mais, recentemente Chad Kroeger, vocalista do grupo, polemizou ao falar que o Stone Sour estava tentando ser o Nickelback. Concorda? Curte o grupo? Ouça e nos diga o que achou?

Belga – Âmbar

Já falamos o quanto curtimos música brasileira. E o segundo lançamento brazuca dessa lista vem lá de Brasília. “Âmbar” é o segundo EP da carreira da banda Belga. Depois de se passarem pouco mais um mês de seu primeiro EP homônimo, Âmbar é mais um registro de ótima qualidade de um rock alternativo muito bem produzido.

Fleet Foxes – Crack-Up

Depois de seis anos em hiato, o Fleet Foxes volta à cena com novo disco, intitulado “Crack-Up”. E se engana quem achou que essa pausa foi pra descanso. Ao ouvir o novo registro fica evidente que o tempo longe dos palcos serviu para Robin Pecknold, frontman do grupo, amadurecer seus conceitos. Ótimo trabalho. Ouça!

Clarear – Camaleão

Encerrando essa lista, temos “Camaleão”, EP de estreia dos cariocas da Clarear. Brenno Ottoni e Roger Santana, membros do grupo, já apareceram na cena carioca com a extinta Unify. Agora com a Clarear, eles propõem novos conceitos, influências e sonoridade. Ouça e prestigie.


Além dos álbuns, também tivemos alguns singles lançados. São eles, Walking The Wire, do Imagine Dragons, The Man, do The Killers, The Way You Used To Do, do Queens Of The Stone Age, Creature Confort, do Arcade Fire, Don’t Matter Now, do George Ezra, All Can Think About Is You, do Coldplay.

É, riffeiros, não brincamos quando falamos que a semana foi recheada. Muita coisa boa! Agora conta pra gente qual você mais curtiu e comenta qual álbum você não aguenta esperar mais pra sair.

Ouça! Depois de dois anos sem lançamentos o NX Zero divulga novas músicas

         Por Thaís Huguenin

Sem lançar músicas inéditas desde Norte (2015), O Nx Zero divulgou nesta sexta, 26/05, os singles Sintonia Nessa Cidade. Produzidas por Rafael Ramos, Deckdisk, elas trazem uma sonoridade diferente dos últimos trabalhos, mas isso é uma coisa que os fãs da banda aprenderam a lidar lá atrás, entre os álbuns Sete Chaves (2009) e Projeto Paralelo (2010).

Com 16 anos de carreira o quinteto já passou por diversas fases de composição, seja numa casa de praia isolada ou dentro do estúdio, o mais importante disso tudo é que eles se reinventam a cada trabalho. Infelizmente, essa mudança leva a uma divisão de opiniões entre os fãs, já que sempre vão existir os que gostam dessas metamorfose e os que preferem a banda como conheceram, vide os casos recentes de Paramore e Linkin Park.

Mais do que a questão da sonoridade isso tudo envolve o amadurecimento da pessoa, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. É um ciclo natural, pois estamos em constante mudança e no fim temos que aprender a lidar com isso. Diego, Leandro, Filipe, Conrado e Daniel nesse novo trabalho só reforçaram a premissa de que se fazemos algo com verdade, isso tende a se propagar de maneira positiva. Como diz a letra de Sintonia: “É um novo ciclo que se inicia”.

OutroEu lança disco de estreia

Por Thaís Huguenin

Nessa madrugada de sexta feira chuvosa, os meninos da OutroEu lançaram o disco de estreia homônimo, “OutroEu”, pela Slap, selo da Som Livre. Se tratando de Mike Túlio, Guto Oliveira, Felipe Lopes e Rennan Azevedo sabíamos que vinha coisa boa por aí, mas eles conseguiram se superar e no fim valeu a pena a espera.

Composto por onze faixas, o álbum conta com composições que são velhas conhecidas dos fãs como Coisa de Casa e Zade, mas se engana quem pensa que só por isso não precisa escutar as músicas. Elas estão com uma roupagem nova, bem próxima do que vemos nos shows e não podemos negar que ficaram ainda melhores.

É impossível não chamar atenção para a quinta faixa do álbum. Aí de Mim é uma parceria da banda com a Sandy e estava sendo muito aguardada pelos fãs. A outra música que não poderia faltar na tracklist é a regravação de Dona Cila, da Maria Gadú. Com tudo isso fica mais difícil ainda escolher “A” melhor entre tantas opções boas, mas Até Mais, OutroEu e Poema de Lágrimas ficam no meu Top 3.

 A capa, repleta de símbolos, ficou na responsabilidade de Danielle Cavalher, confira a ilustração:

17862316_434225906913003_7721738530523791967_n.jpg

Pega um chocolate quente, uma manta,  vá para sofá e aperte o play, porque esse disco precisa ser contemplado em todos os graus possíveis.

​A ESPERA ACABOU! Paramore lança Hard Times, primeiro single da quinta era


Por Natalia Salvador

As expectativas para o lançamento do quinto álbum do Paramore já estão entre nós há alguns meses. Não é de hoje que o trio americano vem mexendo com as emoções dos fãs nas redes sociais. Com muitas charadas, enigmas e dicas, eles deixaram a internet criar muitas teorias sobre o que estaria por vir. A boa notícia é que toda essa espera acabou!

Desde o último fim de semana, foi possível notar a movimentação do Paramore pelos perfis oficiais da banda e de seus integrantes. Finalmente na noite de terça-feira, dia 18 de abril, três rádios americanas (KRVQ, ALT 103.3 E ALT 98.7) confirmaram o lançamento de um novo single.

Como já se pode observar anteriormente, depois de mais de 10 anos de estrada, a banda sabe dar a volta por cima e se recuperar dos acidentes de percurso. Com Zac Farro assumindo novamente as baquetas e uma pegada mais vintage, Hard Times ganhou um clipe – dirigido por Andrew Joffe – cheio de cores e efeitos e foi lançada ao mundo!

De bônus, a capa, o nome e a data de lançamento do mais novo disco do Paramore, pela gravadora Fueled By Ramen, foram anunciados. After Laughter poderá ser ouvido no dia 12 de maio.