Arquivo da tag: Green Day

Resenha: Green Day + The Interrupters @Jeunesse Arena

Por Gustavo Chagas (texto e fotos) I @gustavochagas

Sorriso no rosto. Se tivesse que definir o show do Green Day com uma frase, essa seria perfeita.

Sete anos depois de sua última passagem pelo Brasil, eles voltam com a turnê do mais recente álbum, o “Revolution Radio“.

A noite começou com o punk oitentista, com toques de ska, do The Interrupters. Show honesto, divertido e direto ao ponto! Merece uma vinda solo ao Brasil e, merece também sua atenção!

Por volta das 21h40, a Jeunesse Arena, que recebeu um bom público, foi tomada pelos acordes de “Bohemiam Raphsody”, do Queen. Público cantando, todo mundo feliz. O baterista Tré Cool entra no palco fantasiado de coelho e começa reger a galera ao som de “Blitzkrieg Bop”, do Ramones. Pronto. Antes mesmo de tocarem um acorde, o Green Day já estava com o público na mão.

Eles abriram o show com o petardo “Know Your Enemy”, que foi seguida por “Bang Bang”, primeiro single do último álbum. O que se viu a partir daí, foi uma sequência de hits.

Isso aqui tá lindo demais!! Green FUCKING Day no palco!! #coberturariff

A post shared by Canal RIFF #30K (@canalriff) on

Em um show que durou cerca de duas horas e meia, o Green Day cobriu toda a sua discografia. “Minority”, “She”, “Basket Case” e “Jesus of Suburbia” foram os destaques.

A dinâmica do show foi idêntica a do show de 2010: muita pirotecnia, fãs sendo chamados pra subir no palco e sendo agraciados com guitarras e brindes, muitos pedidos de coro e de “cadê a mais de vocês, Rio?!!”. Até o encerramento do show, com “Good Riddance (time of your life)”, foi igual. Mas, isso foi problema? De jeito nenhum!

Desde que viraram banda de arena, o vocalista Billy Joe vem se aperfeiçoando na arte de dominar o público! Ele não deixa os ânimos caírem em nenhum momento! E, mesmo o show sendo muito parecido com o de 2010, você não se importa. Não se importa por que eles se tornaram tão hábeis em deixar o público feliz, que você se deixa levar, e sai de lá com um sorriso no rosto.

São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, não deixem de ir nessa celebração da música!

Anúncios

MTV Music Awards 2017: Kendrick Lamar lidera lista de indicados

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

 

Na última terça-feira (25/07) foram divulgados os indicados ao MTV Music Awards 2017, que tem como grande destaque esse ano o rapper Kendrick Lamar, indicado em oito categorias, incluindo artista do ano. kedrick concorre ainda nas categorias de melhor clipe de hip hop, fotografia, direção, direção de arte, efeito visual e coreografia pela faixa “Humble.”, que está no seu mais recente disco, “Damn.”.

Na categoria de rock concorrem Coldplay com “A Head Full Dreams”, Fall Out Boy com “Young And Menace”, Twenty One Pilots com “Heavydirtsoul”, Green Day com “Bang Bang” e Foo Fighters com “Run”.

As novidades desse ano são a categoria “Melhor Luta Contra o Sistema”, que irá celebrar clipes que lutam contra injustiças e colocam em discussão questões sociais, e a abolição da separação por gênero. Antes, a categoria de artista do ano era dividida em melhor clipe feminino e masculino.

O evento acontece no próximo dia 27 de agosto e você pode conferir a lista completa dos indicados logo abaixo.

E aí riffeiros, fala pra gente quais são suas apostas.

 

Vídeo do Ano

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope)

Bruno Mars – “24K Magic” (Atlantic Records)

Alessia Cara – “Scars To Your Beautiful” (Def Jam)

DJ Khaled ft. Rihanna & Bryson Tiller – “Wild Thoughts” (Epic Records/We The Best)

The Weeknd – “Reminder” (XO/Republic Records)

 

Artista do Ano

Bruno Mars (Atlantic Records)

Kendrick Lamar (TDE/Aftermath/Interscope)

Ed Sheeran (Atlantic Records)

Ariana Grande (Republic Records)

The Weeknd (XO/Republic Records)

Lorde (Republic Records)

 

Melhor Novo Artista

Khalid (RCA Records)

Kodak Black (Atlantic Records)

SZA (TDE/RCA Records)

Young M.A (3D)

Julia Michaels (Republic Records)

Noah Cyrus (Records)

 

Melhor Colaboração

Charlie Puth ft. Selena Gomez – “We Don’t Talk Anymore” (Atlantic Records)

DJ Khaled ft. Rihanna & Bryson Tiller – “Wild Thoughts” (Epic Records/We The Best)

D.R.A.M. ft. Lil Yachty – “Broccoli” (Atlantic Records)

The Chainsmokers ft. Halsey – “Closer” (Disruptor Records/Columbia Records)

Calvin Harris ft. Pharrell Williams, Katy Perry & Big Sean – “Feels” (Columbia Records)

Zayn & Taylor Swift – “I Don’t Wanna Live Forever (Fifty Shades Darker)” (Republic Records)

 

Melhor Pop

Shawn Mendes – “Treat You Better” (Island Records)

Ed Sheeran – “Shape of You” (Asylum/Atlantic Records)

Harry Styles – “Sign Of The Times” (Columbia Records)

Fifth Harmony ft. Gucci Mane – “Down” (Syco Music/Epic Records)

Katy Perry ft. Skip Marley – “Chained To The Rhythm” (Capitol Records)

Miley Cyrus – “Malibu” (RCA Records)

 

Melhor Hip Hop

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope)

Big Sean – “Bounce Back” (Def Jam)

Chance the Rapper – “Same Drugs” (Chance the Rapper LLC)

D.R.A.M. ft. Lil Yachty – “Broccoli” (Atlantic Records)

Migos ft. Lil Uzi Vert – “Bad & Boujee” (300 Entertainment)

DJ Khaled ft. Justin Bieber, Quavo, Chance the Rapper & Lil Wayne – “I’m The One” (Epic Records/We The Best)

 

Melhor Dance

Zedd and Alessia Cara – “Stay” (Interscope)

Kygo x Selena Gomez – “It Ain’t Me” (Ultra/Interscope)

Calvin Harris – “My Way” (Columbia Records)

Major Lazer ft. Justin Bieber and MØ – “Cold Water” (Mad Decent)

Afrojack ft. Ty Dolla $ign – “Gone” (Wall Recordings/Latium/RCA Records)

 

Melhor Rock

Coldplay – “A Head Full of Dreams” (Parlophone/Atlantic Records)

Fall Out Boy – “Young And Menace” (Island)

Twenty One Pilots – “Heavydirtysoul” (Fueled by Ramen/Atlantic Records)

Green Day – “Bang Bang” (Warner Bros. Records)

Foo Fighters – “Run” (RCA Records)

 

Melhor Luta Contra o Sistema

Logic ft. Damian Lemar Hudson – “Black SpiderMan” (Race & LGBTQ) (Def Jam)

The Hamilton Mixtape – “Immigrants (We Get the Job Done)” (Immigration) (Atlantic Records)

Big Sean – “Light” (Race) (Def Jam)

Alessia Cara – “Scars To Your Beautiful” (Body image) (Def Jam)

Taboo ft. Shailene Woodley – “Stand Up / Stand N Rock #NoDAPL” (Environment)

John Legend – “Surefire” (Immigration & Anti-Muslim hate) (Columbia Records)

 

Melhor Cinematografia

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope) (Scott Cunningham)

Imagine Dragons – “Thunder” (KIDinaKORNER/Interscope) (Matthew Wise)

Ed Sheeran – “Castle On The Hill” (Asylum/Atlantic Records) (Steve Annis)

DJ Shadow ft. Run The Jewels – “Nobody Speak” (Mass Appeal Records LLC) (David Proctor)

Halsey – “Now or Never” (Astralwerks/Capitol) (Kristof Brandl)

 

Melhor Direção

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope) (Dave Meyers & the little homies)

Katy Perry ft. Skip Marley – “Chained To The Rhythm” (Capitol Records) (Mathew Cullen)

Bruno Mars – “24K Magic” (Atlantic Records) (Cameron Duddy & Bruno Mars)

Alessia Cara – “Scars To Your Beautiful” (Def Jam) (Aaron A)

The Weeknd – “Reminder” (XO/Republic Records) (Glenn Michael)

 

Melhor Direção de Arte

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope) (Spencer Graves)

Bruno Mars – “24K Magic” (Atlantic Records) (Alex Delgado)

Katy Perry ft. Migos – “Bon Appetit” (Capitol Records) (Natalie Groce)

DJ Khaled ft. Rihanna & Bryson Tiller – “Wild Thoughts” (Epic Records/We The Best) (Damian Fyffe)

The Weeknd – “Reminder” (XO/Republic Records) (Creative Director: Lamar C Taylor / Co-creative Director: Christo Anesti)

 

Melhores Efeitos Visuais

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope) (Company: Timber/Lead: Jonah Hall)

A Tribe Called Quest – “Dis Generation” (Epic Records) (Company: Bemo/Lead: Brandon Hirzel)

KYLE ft. Lil Yachty – “iSpy” (Atlantic Records) (Company: Gloria FX/Leads: Max Colt & Tomash Kuzmytskyi)

Katy Perry ft. Skip Marley – “Chained To The Rhythm” (Capitol Records) (Company: MIRADA)

Harry Styles – “Sign Of The Times” (Columbia Records) (Company: ONE MORE/Lead: Cédric Nivoliez)

 

Melhor Coreografia

Kanye West – “Fade” (Def Jam) (Teyana Taylor, Guapo, Jae Blaze & Derek ‘Bentley’ Watkins)

Ariana Grande ft. Nicki Minaj – “Side To Side” (Republic Records) (Brian & Scott Nicholson)

Kendrick Lamar – “HUMBLE.” (TDE/Aftermath/Interscope) (Dave Meyers)

Sia – “The Greatest” (Monkey Puzzle Records/RCA Records) (Ryan Heffington)

Fifth Harmony ft. Gucci Mane – “Down” (Syco Music/Epic Records) (Sean Bankhead)

 

Melhor Edição

Future – “Mask Off” (Epic Records/Freebandz/A1) (Vinnie Hobbs of VHPost)

Young Thug – “Wyclef Jean” (300 Entertainment/Atlantic Records) (Ryan Staake & Eric Degliomini)

Lorde – “Green Light” (Republic Records) (Nate Gross of Exile Edit)

The Chainsmokers ft. Halsey – “Closer” (Disruptor Records/Columbia Records) (Jennifer Kennedy)

The Weeknd – “Reminder” (XO/Republic Records) (Red Barbaza)

 

 

Chester Bennington: As bonitas homenagens dos amigos músicos

Por Guilherme Schneider | @Jedyte 

O mundo da música chorou nesta quinta-feira com a notícia da morte de Chester Bennington,  vocalista do Linkin Park, que foi encontrado morto na manhã de ontem (20/7). A principal hipótese da polícia local é suicídio, por enforcamento em sua residência localizada em Los Angeles, Estados Unidos.

Após o choque inicial da perda, diversos artistas, sobretudo músicos, publicaram dezenas de mensagens nas redes sociais. Mensagens de gratidão, admiração e respeito pela vida e obra de Chester. Mas também mensagens de força e apoio à vida – em especial dos que também lutam contra a depressão.


Matt Skiba (Alkaline Trio/Blink 182): “Vá em paz, belo garoto. Chester B., RIP | Ligue 1 (800) 273-8255 se você precisa de alguém para conversar por favor. Obrigado @billiejoearmstrong pelas belas palavras, amor e inspiração nesta hora escura ❤”

Travis Barker (Blink182): “Absolutamente de coração partido. Valorizo cada vez que estivemos juntos ou detonamos em um palco, meu amigo. Condolências e orações aos amigos, familiares e Linkin Park. Tão triste #RIPCHESTER”

Daron Malakian (System of a Down/Scars on Broadway): “Muito chocado e triste com as notícias da morte de Chester Bennington. Me lembro de quando conheci Chester. Eu estava de mau humor nos bastidores e ele entrou no camarim e levantou minha alma antes de subir ao palco. Trabalhar com Chester e com o Linkin Park na música ‘Rebellion’ foi um dos mais divertidos trabalhos que já colaborei com outro artista. Eles me fizeram sentir em casa quando entrei no palco no Hollywood Bowl e no Forum. Nossos corações vão para o Linkin Park e para a família de Chester. Sentiremos saudades de Chester Bennington.”

Tico Santa Cruz (Detonautas): “Fica a lembrança das musicas, o show que tive o privilégio de assistir no Novo México onde entrevistei a banda em 2004 e a certeza de que devemos considerar mais o debate e as conversas sobre depressão. #ripchester

Avril Lavigne: “Não estou conseguindo lidar. Notícias horríveis. Perdemos um dos melhores. Sem palavras. Nós amamos você, Chester. Me lembro de tocar com você no Rock Am Ring, em Nuremberg, como se fosse ontem. Um momento mágico. Durante o seu set, você se aproximou e me deu um grande beijo no meu rosto enquanto eu estava assistindo do lado do palco. Descanse em paz.”

Nickelback: “‘Quando a vida nos deixa cegos, o amor nos mantém gentis’. – Chester Bennington. Descanse em paz, senhor.

A depressão não loga para sua idade, raça, gênero ou status. Não discrimina. Deixe aqueles que você se importa sabendo que estará lá para eles.”

Billie Joe (Green Day): “Encontrei o Chester algumas vezes. Ele era muito gentil e também muito inteligente. E um puta de um cantor. Saúde mental e dependência quimíca são questões muito complexas. Só sei que você não está sozinho. Descanse em paz Chester. Sentiremos sua falta… telefone de prevenção de suicídios: +1 (844) 540-5889”

RIP Chester. We lost another voice of a generation today. I'd like to remind everyone that follows me that you are never alone. Life is fucking hard and every single one of us has beasts inside of us that we battle daily. And as humans… do your part. Stop with the cyber bullying, and hating people for stupid reasons. How about instead leave up lifting messages of hope and love and rock n roll. Just one word of kindness can change someone's life…I've seen it in my line of work…you are powerful enough to help someone or hurt someone…so choose to spread positivity. Chester, you will be missed, and I'm sorry that you felt like you had to leave this way. But all of the people that you've healed through your music, we Thank you for your time here and your music will live on through us!

A post shared by LZZY HALE (@officiallzzyhale) on

Lzzy Hale (Halestorm): “RIP Chester. Hoje perdemos outra voz de uma geração. Gostaria de lembrar a todos que me seguem que você nunca está sozinho. A vida é muito difícil e cada um de nós tem feras dentro de si, contra as quais lutamos diariamente. E como humanos … faça sua parte. Pare com o bullying cibernético e odiar as pessoas por razões estúpidas. Que tal, em vez disso, deixar mensagens de esperança, amor e rock n roll? Apenas uma palavra de bondade pode mudar a vida de alguém … Eu vi na minha linha de trabalho … você é poderoso o suficiente para ajudar alguém ou ferir alguém … então escolha espalhar positividade. Chester, sentiremos sua falta, e sinto muito por você ter se sentido assim para nos deixar desse jeito. Mas por todas as pessoas que você curou através da sua música, nós agradecemos o seu tempo aqui com a gente e sua música vai viver através de nós!”

Rihanna: “Literalmente o talento mais impressionante que já vi ao vivo! Fera no vocal! #RIPChester #LinkinPark”

Rise Against: “Chester não era apenas uma potência de um líder de banda, mas também uma das pessoas mais gentis e mais engraçadas num palco. Ficamos felizes por conhecê-lo. Nossos corações estão com sua família e com os caras do @linkinpark. Para todos os que estão lutando contra demônios: fiquem acordados comigo, vamos provar que eles estão errados. #ripchester #makeitstop 1-800-273-TALK (Natl Suicide Prevention Center)


Naturalmente, as bandas estrangeiras divulgaram centros de prevenção de suicídio locais. Sua vida importa: aqui no Brasil não hesite em ligar para 141 – o Centro de Valorização da Vida (CVV). 


Conheça Armstrongs: Novo Supergrupo formado por integrantes de Green Day e Rancid

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

O termo “supergrupo” surgiu na década de 60, quando músicos de grupos diferentes se uniam para criar projetos paralelos.

Desde então, muitas dessas uniões foram feitas, como por exemplo, o Class of  ’99, formado pelos integrantes do Rage Against The Machine Janes Addiction. Os músicos se reuniram para regravar Another Brick In The Wall (Part I e II), clássicos do Pink Floyd. Tivemos também o Them Crooked Vultures, grupo de hard rock formado em 2009 por Dave Grohl, do Foo Fighters, Josh Homme, do QOTSA, e John Paul Jones, ex-baixista do Led Zeppelin, que chegaram a lançar um bom álbum homônimo.

Agora, os fãs de supergrupos tem mais um motivo pra vibrar. Bilie Joe Armstrong, líder do Green Day, e Tim Armstrong, do Rancid, se uniram para formar o Armstrongs O novo grupo de punk rock ainda conta com a participação do filho de Billie, Joey do SWMRS, e Ray Armstrong, sobrinho de Tim.

Ouça abaixo a primeira faixa da banda, “If There Was Ever a Time”que já está disponível nas plataformas digitais e também em um disco flexível, limitado a mil pressionamentos. Os valores arrecadados beneficiarão o “924 Gilman”, espaço punk rock onde Green Day e Rancid tocaram no início da carreira.

Lista: 11 álbuns de outubro pra ouvir agora!

Por Felipe Sousa | @Felipdsousa

Entra mês, sai mês e nós do Canal RIFF ficamos garimpando o que de melhor foi lançado na música – pelo menos para os nossos ouvidos. Separamos uma lista aqui com os novos álbuns que outubro nos trouxe. E foi mais um mês com belos lançamentos, inclusive com grandes nomes nacionais. Confere que tá demais!


1. Fresno – A Sinfonia de Tudo que Há

Em outubro a galera da Fresno surpreendeu todo mundo lançando “A Sinfonia de Tudo que Há”, seu sétimo disco. Os caras fizeram todo o trabalho na calmaria, sem nem mesmo falar que estavam produzindo. Mas embora não tenham feito alardes na produção, isso acontece agora, após o lançamento; o projeto dos caras chega bem amadurecido. É com certeza um dos melhores da banda.

2. Ventre – Ao vivo no Méier

Os cariocas da Ventre foram até o Imperator, no Rio de Janeiro, para gravar seu primeiro DVD por lá – em um dos eventos mais tradicionais da cena carioca, o Rio Novo Rock. Marcada por belas performances ao vivo, Ventre já se consolida como um dos bons nomes do novo rock. Chega, e diz aí se não vale a pena ouvir esse som.

3. Sabotage – Sabotage

13 anos após seu falecimento, Sabotage, um dos maiores nomes do rap nacional, é homenageado com álbum póstumo de mesmo nome. Cheio de participações, como as de Negra Li e Rappin’ Hood, o segundo disco do grande Sabotage é um excelente presente pra música – e foi tema de reportagem aqui no site!

4. Kaiser Chiefs – Stay Together

Dizem que o reino Unido é o berço do Indie, e concordamos que de fato vemos grandes nomes no estilo vindos de lá. O Kaiser Chiefs é um exemplo disso. Apareceu muito forte nos anos 2000 com o tradicional indie rock inglês e conquistou muitos fãs mundo afora. Mas nesse novo trabalho, a banda decidiu mudar um pouco o estilo. “Stay Together” tem uma pegada bem mais dançante, com elementos eletrônicos e bem mais pop que o de costume. É um bom disco. Mas pra quem curte o som antigo da banda talvez não curta tanto.

5. Two Door Cinema Club – Gameshow

Quem vai ao Lollapalooza em 2017 tem a chance de conhecer um pouco mais do Two Door Cinema Club. Os caras lançaram em outubro o terceiro álbum da carreira. Ouça “Gameshow” e conta pra gente o que achou.

6. Kings Of Leon – Walls

Walls” foi lançado em outubro e levou os Kings Of Leon direto para o topo da Billboard. Os caras ousaram mudar a sonoridade e parecem ter acertado em cheio.

7. Green Day – Revolution Radio

Outra banda quem tem recebido boas críticas, o Green Day lançou “Revolution Radio”. Depois de quatro anos sem material inédito, a banda liderada por Billie Joe Armstrong foi ao topo da Billboard 200 com o novo trabalho. O álbum que é cheio de críticas sociais e políticas, tenta trazer de volta a sonoridade punk rock do inicio da carreira do Green day. Vale ouvir e esperar que os caras pintem por aqui em turnê.

8. KoRn – The Serenity Of Suffering

O belo “The Serenity Of Suffering” do KoRn foi bem recebido e conta com a grande participação de Corey Taylor, do Slipknot. Uma volta marcante pra banda – que não lançava um álbum desde 2013. Vale ouvir.

9. Jimmy Eat World – Integrity Blues

Mais uma para quem quer se ambientar com o Lollapalooza 2017. Os alternativos da Jimmy Eat World lançaram seu nono disco, o “Integrity Blues”.

10. The Pretenders – Alone

Décimo primeiro álbum da carreira do The Pretenders, “Alone” chega depois de oito anos sem a banda lançar material novo. O disco ainda conta com a participação do vocalista do The Black Keys, Dan Auerbach.

11. Sportfreunde Stiller – Sturm & Stille

O power trio alemão Sportfreunde Stiller lançou em outubro “Sturm & Stille“, seu sétimo álbum de estúdio. Uma ótima comemoração pelos 20 anos da banda, completados justamente em 2016. Vale a pena conhecer esse rock alternativo cantado em alemão.


E aí, riffeiros, curtiram? Faltou algum? Conta pra gente o que estão ouvindo. E aproveita e segue o RIFF lá no Spotify.