Arquivo da tag: Matanza

Jimmy London (Matanza) | MINHA TRILHA SONORA #3

Anúncios

Cinco motivos para não perder o Matanza Fest!

Por Alan Bonner | @Bonnerzin

Um dos festivais de rock mais insanos do Brasil está rumando mais uma vez para o Rio de Janeiro. E quem é fã de música extrema pode reservar o sábado (23/7) na agenda e preparar o ouvido para a pancadaria sonora que vai rolar no Matanza Fest na lona do Circo Voador! Vem com o Canal RIFF que nós te damos cinco razões para não perder essa.

13256445_1246682612008581_1158095591279322458_n

1 – A abertura da noite fica por conta dos Monstros do Ula Ula. O nome pode soar novo para quem não acompanha a cena underground há muito tempo, mas trata-se do retorno de uma banda lendária do cenário carioca, composta originalmente por antigos membros do Planet Hemp e do próprio Matanza. E o melhor lugar para essa volta só podia ser o Circo! O punk rock com pegada surf music dos caras com certeza vai agradar aos mais novos e matar a saudade dos mais velhos que conheceram a banda em seu início, na década de 90. É pra encher a casa logo cedo!

2 – Teremos também uma das bandas de maior destaque recente do metal brasileiro. A Hatefulmurder vem fazendo um barulho considerável desde seu início e tem só expandido seus horizontes. Turnê latino-americana, abertura de shows de gigantes como Ratos de Porão, Krisiun, Kataklysm, Exodus e Killswitch Engage, álbum lançado pelo histórico selo Cogumelo Records… Nem a saída do seu primeiro vocalista, há menos de um ano, fez com que a banda perdesse o fôlego. O que os fãs de metal podem esperar é um som muito técnico pela ótima qualidade dos músicos (olho no baterista Thomás Martin!), encabeçados pela voz raivosa da nova vocalista, Angelica Burns. É pra chamar atenção até mesmo de quem não curte muito o estilo. Bandaça!

3 – Outra atração da noite é uma instituição do rock nacional. Com quase 40 anos de existência e muitas idas e vindas, os paulistas do Cólera vão fazer com que a noite seja épica só por ainda estarem de pé e tocando alto como sempre. A banda vai trazer seus clássicos para o palco do Circo, honrando o legado do falecido frontman e letrista da banda, Redson Pozzi, e com a energia e entrega no palco que o Cólera sempre apresentou ao longo da sua carreira. Será imperdível não só por ser um grande show, mas por tudo o que a banda simboliza para o punk rock brasileiro.

4 – Por fim, teremos os porradeiros do Matanza! O que dizer desses caras que, além de todo peso, de todas as letras cômicas e sarcásticas, de todo tempo em alta no rock brazuca sem deixar a peteca cair, ainda tem a moral de fazer um festival itinerante como é o Matanza Fest? Esse motivo é dois em um! Tem que respeitar muito o som do Matanza e a iniciativa dos caras de levar música boa para as maiores cidades brasileiras.

5 – O último motivo é a galera! O Matanza Fest tem feito sucesso não só pela qualidade das bandas, mas também pelo público que chega junto em todas as cidades do Brasil onde rola o festival. Público esse que agita MUITO, mas que, acima de tudo, respeita demais os limites e o espaço de cada um dos presentes. Portanto, vá preparado para bater cabeça e entrar em rodas do primeiro ao último acorde, mas vá tranquilo, pois consciência e respeito ao próximo não vai faltar. Nos vemos lá!

Matanza Fest