Conheça Miguel Bestard, novo guitarrista da Suricato, e saiba quais são os planos da banda para 2017

Por Natalia Salvador | @_salvadorna

Para os fã da banda Suricato, o ano de 2017 começou de maneira diferente. No dia 10 de janeiro, um comunicado nas redes sociais da banda anunciava a saída do baterista Pompeo Pelosi e do guitarrista Guilherme Schwab. O folk rock produzido pela Suricato já é um velho conhecido. No ano de 2014, a banda ganhou destaque na primeira edição do reality show SuperStar, onde foi finalista e apresentou ao público diferentes instrumentos de culturas estrangeiras. Para compor a nova fase, foram anunciados os nomes de Miguel Bestard, Thiago Medeiros, Cesinha e Cauê Nardi. Enquanto não vemos a nova formação nos palcos, o Canal RIFF conversou com o uruguaio Miguel Bestard, novo guitarrista, que contou como recebeu o convite e quais são os planos para o novo ciclo e ano. Confira!

15319287_733826616756113_5844073362789151253_n

RIFF: Quando você chegou ao Brasil? Por que você decidiu vir morar aqui?

Miguel: Cheguei no ano de 2014, procurando novos desafios, ritmos e experiências musicais que façam de mim um melhor músico. No Uruguai eu já tinha um histórico de bandas e projetos há muitos anos, sendo um país pequeno já tinha alcançado  conquistas importantes, mas foi ficando pequeno pra os meus objetivos. O Brasil tem um legado musical gigante, com muitos músicos, compositores e intérpretes de incrível nível historicamente, muitos estilos e novos elementos para acrescentar e procurar melhorar o meu estilo.

R: Em que lugares você costumava se apresentar? Sempre fez shows solo?

M: Toquei em tantos lugares… Onde desse pra fazer uma canja ou me juntar a outros músicos. Minhas primeiras tentativas aqui no Rio foram no Largo da Carioca, um tempinho tocando com minha caixa e violão. Logo fui conhecendo pessoas e músicos que chegavam pra mim interessados pelo meu som, então toquei em outros lugares e assim que foi.

R: Como conheceu a Suricato?

M: Conheci naturalmente escutando musicas na radio e assistindo televisão. Por intermédio do meu amigo Daniel Lopes, conheci Rodrigo pessoalmente e ele ficou interessado no meu trabalho e começamos a ficar em contato.

R: E como rolou o convite? Você esperava por isso? 

M: Logo depois de conhecer o Rodrigo falamos de fazer algo juntos. Essa coisa de músicos, eu imaginava ele de vez em quando aparecendo pra tocar comigo. Mas depois duma conversa de horas na casa dele bebendo chimarrão juntos, ele disse “você tá afim de levar um som com a gente?”. Eu achei, com as minhas limitações de gíria e do idioma, que ele tava me convidando a tocar uma música num show da banda, e ele falou “Eu quero saber se você quer tocar na banda”, então eu disse claro que sim!

Não esperava sinceramente o convite, mas sou um afortunado por isso! Uma banda assim tão boa, é um prazer tocar junto com eles. Adorei o jeito de tocar, tanto como os arranjos, timbres e as composições. Sou muito afortunado de poder fazer parte de um projeto tão legal.

R: Você também ministra aulas e workshops, pretende continuar ensinando? 

M: Sim. Pretendo seguir também, mas naturalmente vou ter menos tempo. Mas dar aulas é algo que gosto muito também, e gostaria de desenvolver mais esse trabalho com workshops e tudo no futuro.

R: Em 2015 a banda tocou no Rock In Rio e esse ano divide o palco do Lollapalooza com artistas como Metallica e The XX. Como você está encarando esse desafio? Já teve a experiência de tocar em um grande festival como esse?

M: Já estamos nos preparando para esse grande festival! Ensaiando um show digno de um festival tão grande, armando musicalmente detalhes interessantes pra ocasião. Tenho tocado em vários festivais, mas nunca tinha tocado num festival tão grande! Eu já tive a experiência, no ano de 2013, junto com uma banda que fazia parte, de abrir um show pra o Aerosmith, no Estadio Centenário em Montevideu, na turnê pela América do sul que eles fizeram naquele ano, e foi algo genial! Mas o Lolla vai ser ainda mais fantástico!

R: Quais são as suas expectativas para o ano de 2017? O que os fãs podem esperar da Suricato de cara nova?

M: Tentar fazer o melhor possível, dar todo meu trabalho dentro da banda, levar o melhor som possível e, sobretudo, desfrutar desse momento tão lindo. Estamos trabalhando em novas músicas e o próximo disco tá vindo daqui a pouco. Inclusive vamos fazer algumas musicas novas nos próximos shows, no Shopping Downtown e na praia de Ipanema. Pedir mais alguma coisa na verdade seria absurdo!

Os primeiros encontros com a nova formação da banda vencedora do Grammy Latino 2015, Melhor Álbum de Rock na Língua Brasileira, já tem data marcada: sábado, dia 21, no Shopping Downtown e domingo, dia 22, no posto 10 da praia de Ipanema. Além de muitas novidades, a entrada dos dois eventos é gratuita! Nos vemos lá?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s