Arquivo da tag: session da tarde

Resenha: Supercombo no @Sesc Gravataí

por Camila Borges / Fotos Jean Guerra Fotografia

Um show mais intimista, tapete confortável, apenas uma imagem de fundo. Poucas luzes, bateria, violão (logo após substituído por uma guitarra), baixo, teclado, sanfona e uma noite cheia de sucessos  no palco do Sesc em Gravataí, cidade natal do guitarrista Pedro “Toledo” Ramos que desta vez ficou na bateria, diferente do que ocorre na turnê Rogério.

foto Jean Guerra

Passava um pouco das 20 horas do último domingo (15), com o local cheio, muitos fãs já estavam à espera da Supercombo. E para quem acha que só haviam adolescentes, vocês estão bem enganados. A banda consegue alcançar todas as idades com suas músicas cheias de significados e belas melodias. Foi a terceira apresentação com a turnê Session da Tarde (websérie lançada pela banda ano passado em seu canal no YouTube) no RS, que contou também com shows nas cidades de Santa Cruz do Sul e Canoas.

foto Jean Guerra

As apresentações começam com um instrumental que diretamente liga com Bonsai, com a plateia cantando ainda um pouco tímida e que literalmente já dançava em suas cadeiras. O repertorio é baseado na primeira temporada da Session: “Morar”, “Embrulho”, “Mulher da Vida”, entre outras. Claro que também entraram nessa “Menino”, “Piloto Automático” e “Grão de Areia” que ainda serão lançados nas próximas Sessions (leia mais sobre na entrevista que fizemos aqui). Após poucas músicas o vocalista Léo Ramos troca o violão pela guitarra pedindo que a plateia ignore o fato de o instrumento estar sendo usado, o que resulta na plateia se divertindo com o acontecido. Entre uma música e outra a banda interage com o público, contam algumas coisas que aconteceram enquanto já estavam no RS.

foto Jean Guerra

Três dos pontos mais altos do show foram em “Jovem” onde a plateia participa erguendo as mãos e balançando de um lado para o outro seguindo as instruções do guitarrista Toledo. Em “Amianto” onde o local fica iluminado apenas com as luzes dos celulares. E “Monstros”, que assim como na turnê Rogério, todos levantam as mãos e acompanham a banda no famoso “oh oh oh”.

foto Jean Guerra

Se encaminhando para o final o público sai de suas cadeiras e se coloca a frente do palco. Após uma breve pausa a banda volta com “Rogério”, e o encerramento ao som de “Grão de Areia”, com Toledo cantando e Léo na bateria.

Aqueles que ainda não conheciam a Supercombo saíram satisfeitos e interessados, e para o fã foi uma forma diferente de ouvir os maiores sucessos da banda. Mas o que fica é que o espetáculo se bem feito, seja na forma eletrizante como tem sido a turnê de seu último álbum ou então de forma mais simples, não deixa de ser intenso (disso a banda entende muito bem).

 

Anúncios

Entrevista: Supercombo e um pouco mais sobre a Session da Tarde

Texto por Camila Borges / Foto por Stefano Loscalzo

Um show com cara de sala de estar: poucos instrumentos, tapetes e um som acústico. É nessa toada que a Supercombo apresenta sua mais nova turnê, Session da Tarde, pelo Rio Grande do Sul este fim de semana, passando pelas cidades de Santa Cruz do Sul, Canoas e Gravataí, nos dias 13, 14 e 15 (hoje, amanhã e domingo) respectivamente.

Inspirado na websérie também chamada Session da Tarde, lançada pela banda ano passado em seu canal no YouTube (supercomborock, +725 mil inscritos), o novo show traz a Supercombo para mais perto do público, valorizando um repertório recheado de hits e canções queridas pelos fãs, valorizando palcos e espaços mais intimistas, como teatros e casas de shows mais acolhedoras.
Apresentando um convidado especial em cada episódio, a Session da Tarde renovou o repertório autoral da Supercombo ao permitir essa fusão de diferentes sonoridades ao já característico pop rock da banda.

Aproveitando que a turnê está passando pelo sul nós entrevistamos por telefone o Pedro Ramos (mais conhecido como Toledo),  onde ele conta um pouco mais sobre a Session e os próximos passos da banda.

Canal Riff: Vocês começaram com a turnê Session da tarde agora em 2018 (vários episódios já foram lançados em 2017), como tem sido a recepção dos fãs?

Pedro Ramos: É muito massa fazer esse tipo de show mais intimista. A gente tava super acostumado a tocar em palcos grandes, cheio de luzes, isso dá uma afastada do público. Então é legal fazer a música de uma maneira mais crua (violão e voz) e a galera cantando bastante.

Uma das cidades por onde a turnê vai passar é Gravataí (cidade natal do Toledo), você já tocou com a banda por lá? Ansioso por tocar lá?

Não, é a primeira vez. Estou é com muita vontade de comer xis.

A banda interage muito com os fãs nas redes sócias, nos shows. Como é essa troca?

É muito massa. A gente sempre tenta atender a galera depois dos shows. A gente gosta da troca de ideias, das histórias que eles compartilham por causa das músicas.

Agora em 2018 volta a segunda fase da Session da Tarde, quando vão começar a disponibilizar?

Recomeça dia 4/5 e serão 10 músicas.

De todos os artistas que participaram da Session da Tarde até agora, algum ficou de fora?

Nós temos 41, 42 episódios gravados, e ainda tem uns 15 considerando a discografia atual da banda. A ideia é gravar a discografia inteira de forma acústica e diferente pra lançar no Youtube. A gente tá aguardando os 15 últimos pra chamar algumas pessoas diferentes.

Você entrou na banda em 2013, o que mudou no Toledo de lá para 2018?

A maior diferença foi mesmo a mudança de estado. Eu morava no sul, em Gravataí, e quando entrei pra banda me mudei pra são Paulo. Eu tinha a Tópaz que tocava bastante no sul e era uma vida paralela, nada a ver com a de hoje que é 100% música desde que eu vim pra cá.

A turnê Session da Tarde vai ser paralela com a do Rógerio?

Nós estamos fazendo as duas paralelas, e o melhor é que a Session é um show menos complexo, pouca luz, não tem telão. A gente tá sem baterista no momento e na turnê do Rogério a gente sempre tem que contratar um. Já na Session não, somos nós quatro comigo na bateria. É mais fácil pois dá pra chegar em lugares que a gente não chegaria com a turnê do Rogério devido a estrutura, como por exemplo Santa Cruz do Sul, Canoas e Gravataí.

E os próximos passos da banda, projetos, pode contar um pouquinho?

A gente atualmente tá compondo o álbum novo, vamos até Vitória ainda esse mês pra finalizar o disco. Vai ser bem massa e tem umas surpresas bem legais pro fim do ano. A partir daí a gente vai começar a planejar esse novo lançamento nos próximos meses, mas até agosto o foco vai ser a Session da Tarde e no nosso canal no Youtube onde vai rolar direto.

 

Supercombo em Santa Cruz do Sul (RS)
data: 13 de Abril (sexta-feira)
horário: 23h
local: Legend Pub – R. Borges de Medeiros, 246, Centro
ingressos: R$ 30 antecipados
aqui ou R$ 40 na porta
classificação etária: 18 anos

Supercombo em Canoas (RS)
data: 14 de Abril (sábado)
horário: 19h
local: Sesc Canoas – R. Guilherme Schell, 5340, Centro
ingressos: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira) – compra antecipada
aqui
classificação etária: 14 anos

Supercombo em Gravataí (RS)
data: 15 de Abril (domingo)
horário: 20h
local: Sesc Gravataí – R. Anápio Gomes, 1241, Passo das Pedras
ingressos: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira) – compra antecipada
aqui
classificação etária: 14 anos