Resenha: The World Is A Beautiful Place & I Am No Longer Afraid To Die @A Autêntica

Por Marina Jacome

Os americanos do The World Is A Beautiful Place & I Am No Longer Afraid To Die se apresentaram na capital mineira na última sexta-feira na conceituada A Autêntica. Apesar do pouco público, a banda conseguiu contagiar a todos que ali estavam, mostrando a que vieram.

A abertura do evento ficou com o artista mineiro Fábio de Carvalho, que levou grande parte do público à casa (público que permaneceu do lado de fora da casa de show durante as outras apresentações). A banda Kill Moves já é figurinha carimbada na abertura de shows importantes na capital. A banda se reinventou e assumiu a sua identidade indie triste, deixando os fãs que os conheceram em shows do underground do hardcore mineiro um pouco decepcionados. O show contou com trabalhos antigos e músicas novas, muito boas por sinal, que de acordo com o vocalista Vitor, serão lançadas em um EP em setembro.

Com shows curtos e pontuais, as duas bandas de abertura deixaram um ótimo clima para a entrada dos americanos, que não demoraram muito para invadir aquele ambiente.

A banda – que mal cabia no palco da casa – (não por sua grande formação, sete músicos, mas por toda a energia leve porém espaçosa que ocupava todo o recinto), veio com um grande repertório (igual ao dos shows anteriores dessa turnê), o que pode ser positivo. Ou não.

Com uma apresentação longa e demorada, o grupo teve picos de tédio e de euforia, reação claramente vista nos rostos de vários jovens vestidos como nos anos noventa que cantavam todas as músicas sem falta. Com pouca interação com o público, The World Is A Beautiful Place tocou músicas de todos os seus trabalhos, que são uma grande mistura de indie, emo e (um pouco) de pop punk, mistura qual vem agradando grande parte dos críticos e fãs do gênero. Vazio, o show não deixou a desejar, emocionando vários casais apaixonados que assistiam o show com muita atenção.

Este slideshow necessita de JavaScript.

The World Is A Beautiful Place & I Am No Longer Afraid To Die fez quatro shows em solo brasileiro, finalizando a sua turnê em São Paulo, no Clash Club, sem muita novidade entre uma apresentação à outra, mas com muito calor e respeito pelo público brasileiro fiel e apaixonado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s