O que mudou no Braza dois anos depois?

Eu fui no primeiro show do Braza no dia 18/06/2016, no Circo Voador. Era o primeiro show pós término de uma das melhores bandas que esse Brasil já teve, então, minha expectativa tava alta. Eu tava tenso. Mas, como deu pra ver no vídeo que fiz depois do show, eu adorei! Alívio!

Dois anos e, dois cds depois, o quarteto volta pro mesmo palco pra lançar o ep “Liquidificador”. Dessa vez, foi só alegria!

Mas antes, PRECISAMOS falar do show de abertura. O rap ta vivendo uma fase de ouro no Brasil, e isso já não é novidade pra ninguém. Morcego mostrou que já é um dos grandes novos nomes do movimento. Ótima presença de palco e, um flow absurdo! O melhor momento do show, foi quando a Rapper Lourena subiu ao palco e, junto com Morcego, cantou uma das candidatíssimas a melhor música do ano, a linda “Seja Forte”.

De volta pro Braza. Já deu pra ver que ninguém tava afim de marasmo naquela noite! Banda empolgada. Galera cantando alto “Liquidificador”, música que abriu o show. “Segue o Baile” e “Selecta” foram as outras músicas da sequência inicial, ou seja, a chance de ter alguém parado/inteiro a essa altura era próxima de zero!

A banda tava muito a vontade e, nitidamente feliz. “Oxalá” e “Pedro Pedreiro” foram os pontos altos do show!

Eles não são reggae, rock, dub, eles soam como o Braza. É muito bonito quando tudo que você é, basta. Tanto eles, quanto o show, são únicos. Eles não se encaixam em categoria nenhuma, eles são uma categoria.

Por isso, tendo a oportunidade de assistir a um show, vá! Só vai! Vai na minha.IMG_8727IMG_8723IMG_8733IMG_8745

Anúncios