Resenha: Supercombo @Teatro Bradesco

Por Natalia Salvador | Fotos: Thaís Huguenin

Quase quatro meses depois do primeiro show da tour Rogério, que aconteceu no Centro do Rio de Janeiro, a Supercombo volta a Cidade Maravilhosa para fazer o que faz de melhor: colocar os fãs para dançar! Dessa vez, o evento apresentava uma proposta diferente e levou o público para um teatro na Barra da Tijuca, mas só apresentava. A energia da banda, as participações especiais e os fãs fiéis fizeram, mais uma vez, um belo espetáculo!

supercombo-9
Supercombo @2017

De início, parecia estranho ver os fãs sentados nos lugares marcados aguardando o show começar. Mas, como era de se esperar, a banda entrou no palco levantando a galera e levando todo mundo para a beira do palco. O setlist da tour já é conhecido e a sequência ‘Jovem’, ‘Fundo do Mar’ e ‘Saco Cheio’, casam muito bem com esse pontapé inicial.  Quem assumiu a bateria da Supercombo na noite e somou com a banda, foi Jean Dolabella, ex-baterista do Sepultura e atual Ego Kill Talent.

Ao contrário do que estamos acostumados a acompanhar na maioria das casas de show no Rio de Janeiro, a estrutura do Teatro Bradesco proporcionou ao público um espetáculo de cores e luzes, produzido pelos telões de LED que acompanham a banda nessa nova tour. Eles continuaram com ‘Campo de Força’, ‘Magaiver’, ‘Bomba Relógio’ e ‘Todo Dia é Dia de Comemorar’. Na sequência, ‘Monstros’ contou com a participação de Mauro Henrique, da banda Oficina G3, que participou da gravação original da música.

supercombo-11
Keops @2017

Já é comum ver Léo Ramos, Paulo Vaz, Carol Navarro e Pedro Ramos tocando músicas de bandas nacionais amigas em seus shows. Dessa vez, a homenageada foi a Medulla e contou com a participação de Keops, cantando ‘Abraço’ e ‘Eterno Retorno’. As interpretações do cantor são um espetáculo à parte. O momento acústico do show seguiu com ‘Saudade’ e ‘Soldadinho’.

O último bloco teve ‘Morar’, ‘Menino’, ‘Amianto’, ‘Rogério’ e a música que, segundo os próprios integrantes, é a mais legal nas apresentações, ‘Grão de Areia’. A invasão de palco já está virando rotina no encerramento de shows das bandas de rock. Apesar da tentativa de alguns fãs, quem acompanhou a Supercombo em ‘Piloto Automático’ foram os meninos da Outro Eu e os demais convidados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A banda se despediu aos pedidos de ‘mais um’ do público e aguardou esperançoso o retorno para um ‘bis’. O gostinho de quero mais vai ter que ser suprido num próximo encontro. Aliás, será que demora?


Resenha: Drive + Drops96 + Divisa @Saloon79

Por Thaís Huguenin

Botafogo é um bairro conhecido, principalmente, por seus diversos bares. Fora da rota habitual Voluntários da Pátria e Bambina temos o Saloon 79, localizado na Rua Pinheiro Guimarães, 79.  A fachada que lembra o velho oeste e o letreiro neon destoam dos prédios residenciais da rua. A casa costuma abrigar os amantes do rock’n’ roll e nesta sexta, 3/02, os responsáveis pela noite foram as bandas Drive, Drops96 e Divisa.

Com a casa relativamente cheia, o lema da noite foi: “quem sabe, faz ao vivo”, porque a plateia fez os músicos saírem da zona de conforto do setlist previamente ensaiado. Mesmo enfrentando algumas dificuldades técnicas, por conta da estrutura da casa, eles mostraram um trabalho autoral de qualidade.

Já passava das 23 horas, quando a Divisa subiu no palco. O show foi embalado, principalmente, por canções do EP “(auto)retrato” lançado em agosto de 2016 e por uma nova versão de Reação, quarta faixa no álbum de estreia “Marco Zero” (2013). Além das músicas autorais, a apresentação contou com covers de The Killers, Kings of Leon e Tiago Iorc  – animando ainda mais o público presente.

Divisa
Divisa @2017

Durante a introdução de Coisa de Gênio, atual single do grupo, o vocalista Igor Balmas revelou a presença do compositor da música e de algumas pessoas que participaram do clipe na plateia. O vídeo fala sobre o amor em suas diferentes formas, algo que mesmo sendo simples muitas pessoas ainda não compreenderam.

Quando eles anunciaram Sempre Quis como a última música do setlist, a plateia tratou logo de pedir mais uma. A escolhida foi Terceira Idade e teve um belo coro acompanhando.

Quando foi a vez do Drops96 assumir o comando, o palco do Saloon79 ficou pequeno. Composto por seis integrantes, eles tiveram que se apertar um pouco, mas nada que comprometesse a performance cheia de energia do grupo.

Drops96
Drops96 @2017

Em um pouco mais de 40 minutos de show eles tocaram o disco “Busque Mais da Vida” (2016) e alguns covers.  As primeiras quatro músicas foram autorais e como uma forma de aproximar mais o público que não conhece o trabalho da banda, eles fizeram uma releitura de Charlie Brown Jr. Isso funcionou tanto, que ficou até difícil transitar entre o bar e o palco.

A banda contou com um integrante especial, Luca Schirru, baterista da primeira formação do grupo, substituiu Bruno Lamas que está fora do país. Mesmo algum tempo afastado, Luca mostrou que continua muito entrosado com o restante do grupo e aguentou firme a responsabilidade.

Quando os primeiros acordes de Palco da Vida soaram, ficou claro que o show estava chegando ao fim, mas a plateia se fez presente (novamente) e através de gritos ou por recados na tela do celular pediram mais músicas, incluindo Volta pra Mim, um dos primeiros sucessos da banda e que não tinha sido incluída no setlist. Eles não tiveram problemas em cantar essa e uma versão de Planet Hemp para encerrar. Com certeza deixaram um gostinho de quero mais no público presente.

image00006
Drive @2017

A Drive foi a responsável por encerrar a noite, a banda que voltou recentemente aos palcos com uma nova formação caminhou, em um pouco mais de uma hora, entre canções do primeiro álbum, “Drive (2005)”, do segundo, “Plano Sequência (2012)” e do mais novo single do grupo, Não Vou te Sufocar.

Entre Bom Cidadão e Singular, Pack comentou sobre o relacionamento no meio musical atualmente: “As bandas tem que ser ver como aliadas e não como rivais, para assim fortalecer a cena. Tá difícil viver de rock, mas tenho certeza que a maioria das bandas que estão no underground também fazem isso porque gostam.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Diferentemente do show de estreia no Teatro Odisséia, a bateria durou a noite inteira, fazendo com que Te Enganar e Mais Um Dia Ruim pudessem ser tocadas sem problemas. Em Mais Um Dia Ruim e no cover de Foo Fighters que fechou a noite com chave de ouro, Pack dividiu os vocais com um fã. Depois dos dois shows aqui no Rio, não restam dúvidas de que a Drive voltou com tudo!

Twenty One Pilots lança clipe de Heavydirtysoul

Por Thaís Huguenin

Na noite desta sexta, 03/2, o duo americano twenty one pilots lançou o tão aguardado clipe de Heavydirtysoul. A direção ficou por conta de Andrew Donoho, responsável também por Heathens, música que faz parte da trilha sonora do filme Esquadrão Suicida.

O vídeo mostra Tyler Joseph no banco de traseiro de um carro desgovernado, enquanto Josh Dun toca bateria, literalmente, no meio da estrada. O clipe ocorre em um looping e a cada retorno há mais destruição. Em meio a fogo e explosões os dois se encontram.

A música é primeira faixa do terceiro disco da dupla, “Blurryface” (2015), e em menos de 24 horas na plataforma, já conta mais de 2 milhões de visualizações. Confira o clipe:

É oficial! Após 7 anos, Zac Farro está de volta ao Paramore!

Por Natalia Salvador | @_salvadorna

O ano de 2017 começou cheio de emoções para os fãs de Paramore. Depois de anunciar o fim das gravações do quinto álbum da banda (91,5% concluído, segundo Hayley em resposta à um fã), os perfis oficiais da banda e da gravadora, Fueled By Ramen, confirmaram o retorno do baterista e fundador, Zac Farro!

View this post on Instagram

I’m Back – paramore.net @bodegajonez

A post shared by paramore (@paramore) on

Zac havia se desligado da banda em dezembro de 2009, junto com o irmão Josh Farro – ex-guitarrista.  Ainda amigo da dupla Hayley Williams e Taylor York, Zac foi o responsável pela gravação das baterias do quinto álbum e, desde então, começaram as especulações de uma possível volta.

Na noite da última quarta-feira (01/02/2017), a gravadora Warner Music publicou em seu perfil oficial uma foto de Hayley, Taylor e Zac com uma legenda sugestiva, dando a entender que o baterista estava de volta à banda. Horas depois, porém a gravadora apagou as fotos e se desculpou pelo erro, afirmando que Zac era, na verdade um ex-membro do Paramore e compositor da banda Halfnoise – que agora tem contrato com a Warner.

imagezac

A foto foi suficiente para agitar as discussões entre fãs que acreditavam num possível retorno e aqueles que não. Na tarde do dia 2 de fevereiro, as redes sociais da banda anunciaram a volta de Zac Farro e a loja oficial da banda já está vendendo uma camiseta com uma foto do músico quando criança. Zac segue com o projeto Halfnoise simultaneamente.

zacfa

O que podemos esperar mais do novo trio? O CD novo é garantido e promete ser diferente de tudo que você já viu desde All We Know Is Falling. Tour mundial? Novos membros? É aguardar e ficar ligado no que eles vão aprontar!